topbella

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Aquela moça


Uma moça de poses delicadas, olhar perdido e distante, sorriso discreto , é assim que ela é, tem um "quê"  de mistério e alma prolixa....
Essa moça  vive em um mundo que é só seu, escrever é uma necessidade.
Se vida está difícil ela inventa uma fantasia e foge pra seu mundo particular, ela não gosta das verdades feias e já sofreu , aliás , ainda sofre por causa disso, mas ela não abre mão desse mundo , lá ela pode se reinventar quantas vezes quiser, e mesmo em um dia cinzento ela pode tirar um arco-iris da cartola e continuar sorrindo.
Uns dizem que ela é louca,outros admiram sua coragem e tem aqueles que fogem dessa moça, ela não é uma pessoa fácil de se lidar.
Não invada seu mundo, nem tente desvendar os seus mistérios , pois essa moça possuí segredos que não podem e nem devem ser revelados,umas verdades meio nuas e meio cruas ,complexas e difíceis de serem entendidas e aceitas.
Ela fala o que sente e o que não sente, inventa amores pra fugir da solidão do seu quarto,liga quando sente saudades e some por pirraça, é adepta daquela filosofia de sumir pra ver se alguém sente falta e vai procura-la e fica triste quando se dar conta que nem sempre sua estratégia funciona.
Já  sonhou com príncipes, beijou alguns sapos e hoje torce apenas pra encontrar alguém de verdade.
Ela ama alguém que não pode ser seu, mas mesmo assim insiste nesse amor, mas jura pra ela mesma todos os dias que uma hora ela muda isso, mesmo sabendo que não dar pra dar ordens ao coração.
Ela sabe o quanto dói perder alguém que ama e traz tatuadas em sua alma as marcas de amores fracassados, tem cicatrizes profundas que nenhuma cirugia plástica resolveria.
Essa moça sabe que a vida não é um conto de fada, mas por enquanto ela prefere sonhar, então por favor, não invada MEU  mundo particular!


Me Perdoe...


Me perdoe pelos meus mil anos à frente dos nossos segundos e pela saudade melancólica que eu senti o tempo todo mesmo sendo nossos primeiros momentos. Pelo retesamento na hora de entregar. Pela maneira como eu grito e culpo quem tiver perto por uma angustia que sempre foi e será só minha e que eu sempre suporto mas quando sinto amor fico achando que posso distribuí-la um pouco, mesmo sabendo que é fatal. Me desculpe por eu ter querido tanto ficar bonita e perfeita e só ter conseguido olheiras e ossos. Me perdoe pelas vezes que de tanto querer leveza acabei pesando a mão. De tanto querer sentir, pensei sobre como estava sentindo, e perdi o sentimento.

(Tati Bernadi)

Pensando Alto...




Me recordei rapidamente de todas as pessoas e coisas que perdi por ainda não estar preparada para elas, ou por ainda ter muita curiosidade de mundo e dificuldade em ser permanente...



Recordei de amigos e parentes distantes, aqueles que eu sempre deixo pra depois porque moram muito longe ou acabaram se tornando pessoas muito diferentes de mim, sempre penso “mês que vem faço contato com eles”. E se não tiver mês que vem?..."
(Tati Bernadi)

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O Que Quer Uma Mulher?







Um bebê nasce. O médico anuncia: é uma menina! A mãe da criança,

então, se põe a sonhar com o dia em que a sua princesinha terá um

namorado de olhos verdes e casará com ele, vivendo feliz para sempre.

A garotinha ainda nem mamou e já está condenada a dilacerar corações.

Laçarotes, babados, contos de fadas: toda mulher carrega a síndrome de

Walt Disney.

Até as mais modernas e cosmopolitas têm o sonho secreto de encontrar

um príncipe encantado. Como não existe um Antonio Banderas para todas,

nos conformamos com analistas de sistemas, gerentes de marketing,

engenheiros mecânicos. Ou mecânicos de oficina mesmo, a situação não

anda fácil. Serão eles desprezíveis? Que nada. São gentis, nos ajudam

com as crianças, dão um duro danado no trabalho e têm o maior prazer

em nos levar para jantar. São príncipes à sua maneira, e nós,

cinderelas improvisadas, dizemos sim! sim! sim! diante do altar; mas,

lá no fundo, a carência existencial herdada no berço jamais será

preenchida.

Queremos ser resgatadas da torre do castelo. Queremos que o nosso

pretendente enfrente dragões, bruxas, lobos selvagens. Queremos que

ele sofra, que vare a noite atrás de nós, que faça tudo o que o José

Mayer, o Marcelo Novaes e o Rodrigo Santoro fazem nas novelas.

Queremos ouvir "eu te amo" só no último capítulo, de preferência num

saguão de aeroporto, quando ele chegará a tempo de nos impedir de

embarcar.

O amor na vida real, no entanto, é bem menos arrebatador. "Eu te amo"

virou uma frase tão romântica quanto "me passa o açúcar". Entre

casais, é mais fácil ouvir eu "te amo" ao encerrar uma ligação

telefônica do que ao vivo e a cores. E fazem isso depois de terem se

xingado por meia-hora. "Você vai chegar tarde de novo? Tenha a santa

paciência, o que é que você tanto faz nesse escritório? Ontem foi a

mesma coisa, que inferno! Eu é que não vou prepar o jantar para você

às dez da noite, te vira. Tchau, também te amo." E batem o telefone

possessos.

Sim, sabemos que a vida real não combina com cenas hollywoodianas.

Sabemos que há apenas meia dúzia de castelos no mundo, quase todos

abertos à visitação de turistas. Sabemos que os príncipes, hoje, andam

meio carecas, usam óculos e cultivam uma barriguinha de chope. Não são

heróicos nem usam capa e espada, mas ao menos são de carne e osso, e a

maioria tentaria nos resgatar de um prédio em chamas, caso a escada

magirus alcançasse o nosso andar. Não é nada, não é nada, mas já é

alguma coisa.

Dificilmente um homem consegue corresponder à expectativa de uma

mulher, mas vê-los tentar é comovente. Alguns mandam flores, reservam

quarto em hotéizinhos secretos, surpreendem com presentes, passagens

aéreas, convites inusitados. São inteligentes, charmosos, ousados,

corajosos, batalhadores.

Disputam nosso amor como se estivessem numa guerra, e pra quê? Tudo o

que recebem em troca é uma mulher que não pára de olhar pela janela,

suspirando por algo que nem ela sabe direito o que é. .........

Perdoem esse nosso desvio cultural, rapazes. Nenhuma mulher se sente

amada o suficiente.


(Martha Medeiros)

Não se perca de mim que não me perco de você!

Não se concentre tanto nas minhas variações de humor, apenas insista em mim. Se eu calar, me encha de palavras, me faça querer dizer outra e outra vez sobre você, sobre nós, e todo esse amor. Se eu chorar, não me faça muitas perguntas, não precisa nem secar minhas lágrimas. Só me diz que você continuará comigo pra tudo, que tenho teu colo e teu carinho. E ainda que te doa me ver assim, me envolva nos teus braços e diga que eu posso chorar, mas que você não sairá dali enquanto eu não sorrir. Porque é isso que nos importa, não é? O sorriso um do outro. Não é?


(Caio Fernando Abreu)

Fragmentos


"Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz!"

(Caio.F.Abreu)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Pequenas Epifanias

- Garçon, uma dose de amnésia e duas de desapego por favor..

- Vai uma de amor também?!

- Não, não. Deixa pra outro dia!
(Caio F.Abreu)



Pensamentos Soltos


Quando penso desse jeito, enumero proposições como: a ser uma pessoa menos banal, a ser mais forte, mais seguro, mais sereno, mais feliz, a navegar com um mínimo de dor. Essas coisas todas que decidimos fazer ou nos tornar quando algo que supúnhamos grande acaba, e não há nada a ser feito a não ser continuar vivendo.
(Caio. Fernando Abreu)


Fragmentos


Mas se você não me procura é por que consegue viver bem.

Que bom que sou forte, que bom que suporto, que bom que sou criativa e até me divirto e descubro a gota de mel no meio do fel. Colei aquele “Eu amo você” no espelho. É pra mim mesmo.

Ela sempre fez o que quis. Mas não com…Com agressividade, entende? Quero dizer, ela está sempre tão dentro dela mesma que qualquer coisa que faça não é nem certa nem errada. É simplesmente o que ela podia fazer.

Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim, que seja doce.

Porque você não pode voltar atrás no que vê. Você pode se recusar a ver, o tempo que quiser.

"..Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você ou apenas aquilo que eu queria ver em você, eu queria saber até que ponto você não era apenas uma projeção daquilo que eu sentia.

E eu me pergunto se você já parou para pensar: Cara, eu sinto falta dela."

Coragem às vezes é desapego!
 
(Caio .F.Abreu)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Fragmentos de Nós Dois...

(...) Ouvir umas histórias. Contar algumas também. Botar a conversa em dia… Falar sobre nós um pouco, talvez. Contar umas estrelas. Fazer uns pedidos. Quem sabe realizar alguns meus. Rir um pouco. Sentir-se leve. Esquentar um pouco os pés frios… O coração vazio. Se não quer sentar e relembrar o passado. Matar essa saudade. E essa vontade. Quem sabe sentir alguma vontade. Não sei…

(Caio F.Abreu)

Pensamentos Soltos

Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força. Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga.



E a gente lembra. E já não dói mais. Mas dá saudade. Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia, quando a cabeça insiste em trazer a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás...
 
(Caio F.Abreu)

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Pensamentos Soltos


“Não ia ser legal você vir agora porque eu não sei exatamente o que sinto por você. Eu gosto de ficar ao seu lado, gosto quando você me escreve. Quer dizer, a sensação é boa, é clara. Mas eu não sei se posso dizer que te amo, que gostaria de ficar pra sempre com você. Eu realmente não sei. E no momento - como dizer? - de certa forma eu estou gostando de estar me sentindo assim, desamparado. Porque é como um teste. Agora eu quero ver como eu me viro, entende? E sozinho. Se você viesse, você ia ficar servindo de ponte entre mim e a realidade objetiva. E não seria bom, porque eu podia sei lá, até mesmo ficar com raiva de você e matar uma coisa que ainda nem cresceu direito. Não tenho pressa nenhuma. Nem em relação a você nem em relação a nenhuma coisa. Eu gostaria que tudo crescesse naturalmente.”
(Caio F.Abreu)


Citando Caio Fernando Abreu


Houve uma mudança de planos e eu me sinto incrivelmente leve e feliz. Descobri tantas coisas. Tantas, Tantas. Existe tanta coisa mais importante nessa vida que sofrer por amor. Que viver um amor. Tantos amigos. Tantos lugares. Tantas frases e livros e sentidos. Tantas pessoas novas. Indo. Vindo. Tenho só um mundo pela frente. E olhe pra ele. Olhe o mundo! É tão pequeno diante de tudo o que sinto. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama.

Decida-se


Ou me quer e vem, ou não me quer e não vem. Mas me diga logo pra que eu possa desocupar o coração. Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida, e não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranquilidade possível que estou só do que ficar à mercê de visitas adiadas e encontros transferidos.
(Caio F.Abreu)

sábado, 24 de setembro de 2011

Pare, e escute o que seu coração tem a dizer!


Pequeno recado do coração




Cara amiga consciência,



Após tantos desencontros, resolvi lhe escrever para pedir um favor.



Em primeiro lugar, gostaria de dizer que a amo profundamente.

Porém, nossas relações estão estremecidas,

pois ultimamente você tem me causado vários problemas.



Encrustado no seu peito, sofro os abalos do seu desequilíbrio emocional.

O efeito disso são as potentes descargas que me fazem bater descompassadamente.

Você se desequilibra e sou eu quem acaba pagando o pato.

E o pior é que você nem nota que está me ferindo!



Cada vez que você se apaixona é uma tragédia.

É o mesmo lenga-lenga de sempre:

muitos sorrisos e beijos no início,

mas depois de algum tempo, muito choro e patadas de ambos os lados.

E a coitado aqui sempre levando bordoada!



Você já parou para pensar como eu sou importante?

Provavelmente não. Em contrapartida, eu, que não paro um segundo,

senão seu corpo morre, penso freqüentemente em você.

Aliás, nem tenho como não pensar: você me arranja problemas a todo instante!

Mesmo que eu não queira, sou obrigado a prestar atenção em você.



Conheço o seu corpo melhor do que ninguém.

Desde que nasci, sou obrigado a bombear sangue

sem parar para todas as partes do seu templo de carne.

As células, os pulmões, os rins, o estômago, o fígado,

o cérebro e toda a sua estrutura física precisam de mim.



Por que você não me trata melhor?

Sou o mais sacrificado dos seus órgãos.

Nem fazer greve por melhores condições de trabalho eu posso!

Se eu parar, você desencarna.



Vê se dá um jeitinho de se equilibrar mais!

Considere-me como uma jóia bonita na joalheria do seu corpo.

Ao invés dessa emoção bruta que você me dá constantemente,

me dê um pouquinho de energia gostosa.

Me dê um banho de sentimento luminoso e me acaricie com ondas de amor.

Se mesmo me maltratando como você faz, eu continuo lhe amando,

imagine se você me tratar direitinho: sem dúvida, vou lhe amar muito mais!



Em matéria de sentimento, sou muito mais especializado do que você.

Por isso, para que tenhamos uma melhor convivência,

vou lhe dar algumas dicas de como amar melhor:



1) Substitua a emoção grossa pelo sentimento sutil;

2) Não se aposse da criatura amada: ela não lhe pertence.

É uma fagulha de Deus na Terra. Pertence a Ele e à vida.

Foi colocada no contexto da sua vida para enriquecer o seu sentimento,

e não para ser aprisionada no seu desequilíbrio emocional.

Ame-a, ensine-a, conduza-a para o bem e, ao mesmo tempo,

seja amado, aprenda e seja conduzido por ela;



3) Seja prudente: não se dê totalmente, enquanto não conhecer

profundamente a outra pessoa.

Saiba primeiro quanto ela vale para você e para sua vida;



4) Não se feche: em relação ao conselho anterior, eu disse para você ser prudente,

e não para que se feche para os outros. Ser prudente não é jogar na retranca.

Deixe as pessoas entrarem em você.

Contudo, a prudência lhe recomenda que

você avalie melhor quem está transitando no seu interior;



5) Ame inteligentemente e não deixe as emoções iludirem os seus sentimentos;



6) Não pise nas suas emoções; trabalhe-as com carinho e transmute-as em sentimento;



7) Não tenha auto-culpa. Muitas vezes você realiza uma determinada ação,

mas depois fica cheia de auto-culpa pelo que fez,

e no final das contas, quem sofre sou eu.

Por isso, pelo bem de nós dois, não tenha auto-culpa.

Como solução posso apresentar duas opções:



a.. Faça as coisas com um alto nível,

como adulto e não como um adolescente consciencial;



b.. Se achar que a ação é errada, NÃO FAÇA!

Mesmo que você esteja ardendo de vontade de fazer.

Pondere bem sobre as conseqüências do ato.

Avalie a situação e só tome a decisão de fazer ou não, se você estiver tranqüila.



c.. Nunca tome uma decisão pressionada por um fator emocional,

seja ele de origem interna ou externa.

Quanto maior for a sua ânsia,

maior será a probabilidade de tomar a decisão errada.



Resumindo, o que estou querendo lhe dizer é que se

você achar que vai ter auto-culpa por fazer alguma coisa,

é melhor não fazer.

Porém, há mais um detalhe:

se você fizer algo, pelo amor de Deus, não tenha auto-culpa!

Ou faz com bom nível, com a mente livre e curtindo o

que está fazendo, ou é melhor não fazer.



É óbvio que você deve se cobrar uma postura mais sensata,

mas não seja um carrasco de si mesma (e, por extensão,

desse pobre amigo que vos fala).



Tenha um pouco de paciência com os seus defeitos.

Procure dominá-los, mas sem se atormentar.

Não tenha auto-culpa dos erros cometidos e nem deixe ninguém utilizá-los contra você.



Toque a bola para a frente e deixe o tempo e a vida lhe educarem, através da experiência.

Se lá na frente você errar novamente, procure aprender com o erro.



Se errar mais uma vez, aprenda com o novo erro, e assim sucessivamente.

Você está numa experiência evolutiva e o erro faz parte dela.

Se você não errar, como é que vai aprender o que é certo?



Com isso, não estou dizendo que você está liberada

para cometer todas as estripulias que quiser,

e não se sentir mal por causa disso.

Estou apenas lhe alertando quanto às auto-culpas que lhe são impostas

(e isso para o meu próprio bem, pois se você fizer besteira,

quem acaba sofrendo sou eu!).

Você sabe muito bem o limite das suas atitudes,

dentro do contexto evolutivo no qual está inserida

e sabe bem o que lhe faz mal e o que lhe faz bem, evolutivamente falando;



8) Dê sempre prioridade para os seus objetivos espirituais

(sem perder os "pés no chão"), mesmo que isso lhe faça

sofrer e que as pessoas não lhe compreendam.

No final das contas, quem vai levar patadas sou eu mesmo,

mas faço o sacrifício por você;



9) Seja feliz realmente. Eu lhe agradecerei por isso e ficarei feliz, por nós dois.



Sendo assim, estamos conversados. Bola para a frente.

Equilíbrio em todos os momentos.

Estou batendo firme no seu peito e torcendo por nós dois.

Um dia largaremos o corpo humano e passarei a bater no seu peito espiritual

como coração astral (ou você pensou que eu ficaria por aqui?).



Nesse dia, em vez de bombear sangue, bombearei sentimento

puro e energia para lhe fazer feliz.



Por aqui me despeço,

desejando-lhe tudo de bom e deixando a certeza de que no seu peito bate um

"menino amoroso", chamado coração.

(Desconheço autoria)

Rios de Amor...


Eu estava ali, aos pés do vento

Enquanto o vento me acariciava

Estava no céu, longe do tempo

Uma estrela me cadenciava...



Vagas lembranças de um coração

Fui o campo verde onde você descansou

Fui a voz que lá no sertão te chamou

Você disse: "Não, não"

E chorou...



Aves cantantes

Matas gigantes

Solos plantantes em flor

Rios de amor...



Caso te acometa a saudade

Vou deixar aberta a porteira

Tão sozinha nesta cidade

A pensar em mim a noite inteira...



Você diz que quer, mas não vem

Eu não posso te obrigar a tentar ser feliz

Se você vier, meu bem, virá porque quis

Só te peço: "Vem, vem, meu amor..."

(Victor e Léo)



sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Distancia....


"Uma pessoa, quando tá longe, vive coisas que não te comunica, e tu, aqui, vive coisas que não a comunica. Então, vocês vão se distanciando e, quando vocês se encontrarem, vocês vão se falar assim: oi, tudo bom e tal, como é que vão as coisas? E aí ele vai te falar, por cima, de tudo que ele viveu, e, não sei, vai ser uma proximidade distante. Não adianta, no momento que as pessoas se afastam, elas estão irremediavelmente perdidas uma da outra.

(Caio .F.Abreu)




Fragmentos


E ficamos nessa de vai e não volta, nessa indecisão de uma certeza, na negação de uma vontade. Eu te amo e você me ama, mas o nosso amor não é o suficiente para nos unir. Precisamos de algo que ainda não temos, e talvez nunca venhamos a ter. Preciso ser minha antes de ser sua, e você precisa ser seu antes de ser meu. Mas você é da menina que mora na rua atrás da sua casa, e eu sou do cara que conheci em uma balada qualquer da vida. Somos tão diferentes, mas tão completos quando estamos um ao lado do outro. Poderíamos ser tão felizes, poderíamos ser tão amor… Mas simplesmente hoje somos apenas distantes. )):
(Caio F.Abreu)

Frases Soltas




"Era sábado à noite, quase verão, pela cidade havia tantos shows e peças teatrais e bares repletos e festas e pré-estréias em sessões de meia-noite e gente se encontrando e motos correndo e tão difícil renunciar a tudo isso para permanecer no apartamento lendo, espiando pela janela a alegria alheia"
(Caio .F.Abreu)


Fragmentos



Por isso eu acho que a gente se engana, às vezes. Aparece uma pessoa qualquer e então tu vai e inventa uma coisa que na realidade não é,  e tu vai vivendo aquilo, porque não aguenta o fato de estar sozinha...
(Caio F.Abreu)

Frases Soltas

Creio que fui abençoada com um coração gigantesco e em contrapartida com um pavio bem curto, são os ápices que me mantém em pé!!!
(Martha Medeiros)

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Construções e Desconstruções...


Somos capazes de construir e desconstruir sentimentos, temos o poder de despertar os mais diferentes tipos de emoções das fortes as mais fracas.
Podemos gerar amor e ódio;
Atração ou repulsa;
Alegria ou tristeza;
Admiração ou desprezo;
Saudades ou alivio;
Sonhos ou pesadelos...
São tantas as emoções e sentimentos que podemos despertar, em alguns casos intencionalmente ,noutros casos inconsciente sem pretensão alguma.
Mas é irônico como os sentimentos que despertamos ou que são despertados em nós podem mudar de forma tão brusca , dizem por aí que o  AMOR  e ÓDIO andam lado a lado e de um para o outro é apenas um passo , eu concordo , há milhares  de casos  por aí de  grandes amores se transformaram  em terríveis inimizades , pessoas que um dia se amaram muito ,  e no que no fim acabam se odiando e esquecendo tudo de bonito que  um dia viveram juntos.
Particularmente  acredito que somos responsáveis pela  maioria dos sentimentos e emoções que despertamos, temos o poder de atrair e afastar pessoas das nossas vidas.
Construímos  e desconstruímos o conceito que temos sobre outras pessoas de acordo com as atitudes das mesmas, porque acabamos descobrindo no final que elas não preenchem as nossas expectativas, um grande erro do ser humano, porque ninguém nunca vai ser do "jeito" que a gente idealiza.
Por exemplo:Um casal se conhece, rola a primeira conversa,a segunda ,o primeiro encontro, o segundo, começam a namorar até aí está tudo perfeito , uma maravilha , porque ambos não mostraram-se 100% ,ela não falou que era ciumenta, insegura e que  quando  estar com TPM é de deixar a  fúria de uma Pitbull fêmea no chinelo. Ele por outro lado não falou que odeia ser cobrado,não sabia ao certo se queria um relacionamento sério e que a ex ainda é muito "presente" em sua vida.
Tudo bem que no inicio é tudo muito Cinderelesco, ninguém entra em um relacionamento falando que tem nome no SPC,dorme de boca aberta, solta pum e ronca , mas certas coisas são indispensáveis serem ditas , qualquer tipo de relacionamento para dar certo tem que haver sinceridade, senão no futuro aquela bonita história de amor que você viveu , não vai sobrar nada, a  mentira tem o poder de destruir TUDO, até os sentimentos mais verdadeiros, ao contrário do que se diz por aí, amor não resiste a tudo, eu vou mais por aquela comparação que fazem do amor com uma planta,se você rega, elimina as pragas e cuida com carinho, cresce , floresce e dar frutos caso contrário, morre.
O que vão sentir por você no futuro,depende do que você vai fazer AGORA.
A escolha é Sua!




quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Eu quis tanto ser feliz


Eu quis tanto ser feliz. Tanto. Chegava a ser arrogante. O trator da felicidade. Atropelei o mundo e eu mesma. Tanta coisa dentro do peito. Tanta vida. Tanta coisa que só afugenta a tudo e a todos. Ninguém dá conta do saco sem fundo de quem devora o mundo e ainda assim não basta. Ninguém dá conta e… quer saber? Nem eu. Chega. Não quero mais ser feliz. Nem triste. Nem nada. Eu quis muito mandar na vida. Agora, nem chego a ser mandada por ela. Eu simplesmente me recuso a repassar a história, seja ela qual for, pela milésima vez. Deixa a vida ser como é. Desde que eu continue dormindo. Ser invisível, meu grande pavor, ganhou finalmente uma grande desimportância. Quase um alivio. I don’t care.
(Tati Bernadi)

Citando Tati Bernadi


-Descobri! Descobri!
-O quê?
-O que eu quero de um homem. Eu finalmente descobri.
-Um filho.
-Não! Eu achava que era…mas no momento não tenho saco nem pra imposto de renda uma vez por ano, vou ter pra filho a vida toda?
-Alguém pra trepar domingo...sabe aquele tesão ridículo que dá ler um livrinho depois do almoço?
-Isso é umas. Mas não é isso.
-Não vai me dizer que é dinheiro.
-Não, isso é bom pra fazer piada em roteiro. Mas na vida real me dá bode.
-Alguém pra ficar na salinha de espera do Samaritano enquanto o médico tenta separar seu dedão das costas da mão, pós surto de ansiedade?
-Isso também parece ser algo lindo enquanto se luta por, mas quando se consegue, a vida fica chata que só.
-Cinema?
-Prefiro ir sozinha. Juro. É bizarro. Mas adoro ir sozinha ao cinema.
-Sair da toca protegida?
-Prefiro sair com as minhas amigas. Com homem o bom é ficar na cama, sair é pra caçar homem, o que não faz sentido com um.
-Jantar?
-Então, eu não como desde 2004.
-Amar?
-Hmmmm, eu já dedico isso inteiramente a mim e estou longe de me dar o suficiente.
-Então eu não sei.
-Eu quero tratar mal. Eu quero tratar mal. Eu quero tratar mal. Eu quero tratar maaaaaaaaaal !!!!!!!!!!!
-Esse é o problema das mulheres.
-Querer tratar vocês mal?
-É, só querer. A gente vai lá e trata. Fim da obsessão.

Carta para o ex


Hoje eu resolvi te escrever, já que você não quer me escutar, quem sabe você me ler...
Então, pra começar, vamos parando com essa história de você falar que ainda me ama, sabemos que isso não é mais verdade certo?Eu sei que sua intenção é a melhor possível,afinal eu me comporto como um cão de rua querendo que alguém me alimente, me adote e me ame, e você tá tentando garantir seu lugarzinho no céu sendo caridoso e fazendo de conta que ainda me ama ,no fundo no fundo você tem medo que eu me atire da primeira ponte com uma pedra de dez quilos amarrada a minha perna e você não quer carregar essa culpa, acertei?
Pois então fique tranquilo, eu não vou fazer isso, sinto muito mas não vou mesmo,não vou dizer pra você que tô mega feliz porque estaria mentindo, mas também não tô infeliz, na realidade eu tô mesmo é puta da vida com você, sabe porque?
Porque eu estava muito bem com minha vidinha pacata e meu coração vazio, eu estava bastante acostumada com a solidão, com meus dias iguais sem emoção alguma, já tinha até acreditado que meu coração estava petrificado e tinha prometido a mim  mesmo que eu não ia amar de novo nem sofrer feito uma filha da mãe.Ia tudo bem até que você me apareceu e me fez mil juras e disse que nunca me deixaria, que faria qualquer coisa por mim,  por nós,  e eu idiota acreditei, e o que aconteceu depois heim?
Você me descartou como se eu fosse um copo que você toma o seu cafezinho alí no carrinho da esquina,muito cruel da sua parte sabia?
Não vou dizer que não valeu a pena, afinal que não vive não tem história pra contar não é verdade?
Graças á você consegui meu diploma de PHD em DESILUSÃO AMOROSA, mas confesso que essa graduação deixou marcas bem profundas.
Então vamos parar de hipocrisia de fingir que ainda se importa, quando na verdade o que você mais quer é que caia um meteorito na minha cabeça e eu me exploda.
Liberto você da terrível missão de fingir que sou importante pra você, pode ir , a sua tão sonhada liberdade foi concedida, mas por favor não volte mais,fuja pra bem longe de mim e não deixe pistas e nunca mais volte a roubar a minha solidão se você não pode me oferecer companhia de verdade!
Grata...
(Aquela que você um dia jurou amar)

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Frases Soltas

Sabe aquele mulher super equilibrada?
Que nunca te cobra nada?
Super segura, nada ciumenta e calma?
Ela tem outro.
(Tati Bernadi)

Minha foto
Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém, provavelmente a minha própria vida.( Clarice Lispector)